Exercícios Resolvidos - Sistema Nervoso

1. (UFRRJ - 2004)

AMABIS, J. M.; MARTHO, G. B. "Curso de biologia". São Paulo: Moderna, 1995. v. 2, p. 422.

Para a propagação do impulso nervoso, é necessário um estímulo que gera uma resposta. O esquema acima representa um arco-reflexo, no qual o calor da chama de uma vela provoca a retração do braço e o afastamento da mão da fonte de calor.

Responda:
a) Qual a conseqüência da secção da raiz dorsal do nervo representada como corte A?
b) Qual a conseqüência da secção da raiz ventral do nervo representada como corte B?


2. (UFPA) Algumas pessoas,quando realizam provas nos Vestibulares, tendem a sofrer consequências fisiológicas da ação dos sistemas endócrino e nervoso. O componente simpático do sistema nervoso autônomo é estimulado e as glândulas suprarrenais liberam adrenalina na tentativa de “enfrentar” a tensão instalada no dia da prova.
Explique o que ocorre nas seguintes atividades orgânicas: batimento cardíaco, peristaltismo intestinal e pressão arterial, a partir do citado estímulo nervoso. 

3. (UFRRJ 2009)

 “...Você vai entender
A força do pensamento
Pra nunca mais esquecer
Pensamento é um momento
que nos leva à emoção...”
(Cidade Negra. Pensamento. Ras Bernardo, Bino, Da Gama,
Lazão. Rio de Janeiro: Sony Music, 1999. Digital áudio.)

O pensamento, as emoções, as ações voluntárias e os atos refl exos são comandados por partes diferentes do nosso sistema nervoso. Sobre a célula nervosa que tem a propriedade de conduzir impulsos nervosos, responda:
a) Qual o seu nome e quais as partes que a compõem?
b) Qual o sentido de propagação do impulso nervoso nessa célula?

4. (Unifesp 2007) A tabela mostra os efeitos da ação de dois importantes componentes do sistema nervoso humano.
a) A que correspondem X e Y?
b) Em uma situação de emergência, como a fuga de um assalto, por exemplo, qual deles será ativado de maneira mais imediata? Forneça um outro exemplo, diferente dos da tabela, da ação desse componente do sistema nervoso.

5. (UFF 2000) Os anfíbios têm sido amplamente utilizados para o estudo da fi siologia do sistema nervoso periférico. Sabe-se que a administração de um anestésico local, aplicado em nervo periférico de uma perna de rã, evita a geração e a transmissão do impulso nervoso. 
a) Assinale, nos parênteses correspondentes, toda opção que indica uma alteração produzida pela atuação de um anestésico local, se aplicado da forma considerada acima.
( ) diminuição da contração muscular.
( ) estímulo à liberação de noradrenalina pela
terminação nervosa.
( ) diminuição da liberação de acetilcolina pela
terminação nervosa.
b) Explique cada escolha feita no item anterior. 

6. (Unicamp) Considere o esquema de arco-reflexo a seguir, e responda:

a) Qual o efeito de uma interrupção no ponto indicado pela letra A?
b) Que estrutura é indicada pela letra B?
c) Como se denomina a região indicada pela letra C?

7. (Unicamp) Os esquemas a seguir mostram a crescente complexidade evolutiva do sistema nervoso em quatro grupos de invertebrados:

a) Qual a diferença entre o sistema nervoso do animal A em relação aos outros?
b) E do animal B em relação ao animal C? E do animal C em relação ao animal D?
c) Dê uma vantagem proporcionada pelo tipo de sistema nervoso encontrado no animal D.

8. (UFJF 2008) Há diversas drogas e doenças que afetam o funcionamento dos neurônios. Considerando o funcionamento dessas células, responda as questões a seguir.
a) A maioria dos anestésicos locais age bloqueando os canais de sódio dos neurônios. Qual é a relação entre o bloqueio desses canais e o efeito anestésico?
b) O diabetes mellitus reduz a mielinização dos neurônios. Quais as conseqüências disso sobre o processo de transmissão do impulso nervoso?
c) Alguns tipos de inseticidas orgânicos, como os fosforados e os carbamatos, impedem a degradação da acetilcolina na sinapse neuromuscular, o que provoca a contração contínua dos músculos afetados. Explique por que ocorre essa contração muscular contínua.

Resoluções

1. a) O nervo que sai da raiz dorsal é o sensitivo. Logo, a pessoa não sente a queimadura e não afasta a mão da fonte de calor.
b) O nervo que sai da raiz ventral é o nervo motor. Logo, a pessoa sente a queimadura, mas não afasta a mão da fonte de calor.

2. Questão simples que exige apenas o conhecimento sobre a ação da adrenalina no corpo. O batimento cardíaco e a pressão arterial aumentam, enquanto o peristaltismo intestinal é inibido.

3. a) A célula nervosa que tem a propriedade de conduzir impulsos nervosos é o neurônio. As partes que o compõem são: dendritos, corpo celular e axônio, como na imagem abaixo:
b) O sentido de propagação do impulso nervoso é unidirecional, dos dendritos para o axônio.

4. a) X corresponde ao sistema nervoso autônomo parassimpático e Y ao simpático.
b) Em uma situação de emergência será ativado de maneira mais imediata o sistema nervoso autônomo simpático (Y). Outros exemplos de ações desse componente do sistema nervoso seriam a taquicardia (aumento da frequência dos batimentos cardíacos) e o aumento da pressão arterial, promovida pela contração vascular.

5. a) (x) Diminuição da contração muscular; (x) Diminuição da liberação de acetilcolina pela
terminação nervosa.
b) Como há o bloqueio do impulso nervoso em nervos motores, não ocorre liberação de acetilcolina na placa neuromuscular o que inibe, portanto, a contração do músculo.

6. a) Bloqueio do ato reflexo e perda da percepção sensorial.
b) Via eferente, motora, de um nervo raquidiano.
c) Região de contiguidade entre dois neurônios chamada sinapse neural.

7. a) O animal A é um Celenterado com sistema nervoso difuso, em rede, enquanto os outros apresentam sistema nervoso centralizado na cabeça.
b) B é um platelminto que possui os gânglios nervosos no mesmo plano do corpo. Nos Anelídeos (animal C) aparecem no dorso anteriormente e no ventre. O artrópode (animal D) possui os gânglios nervosos muito mais ramificados mostrando uma evolução em relação aos Anelídeos.
c) Controle maior sobre as atividades motoras, sensitivas e vegetativas.

8. a) Com o bloqueio dos canais de sódio não há despolarização da membrana do neurônio; logo, não há formação de um potencial de ação – não há condução de impulso nervoso.
b)  A velocidade de condução do impulso nervoso torna-se mais lenta, uma vez que o estrato mielínico atua como isolante elétrico, o que faz com que a velocidade de condução do impulso nervoso torne-se mais rápida.
c) Sem a degradação da acetilcolina, ela permanecerá por mais tempo na fenda sináptica se associando aos seus receptores. Em conseqüência disto, a membrana plasmática da célula muscular será despolarizada com maior freqüência, o que acarretará mais abertura de canais de cálcio do retículo sarcoplasmático, mantendo os níveis de cálcio citoplasmático altos e, conseqüentemente, o processo de contração.



0 comentários:

Postar um comentário